30/03/2010

Fantástico faz teste de mobilidade de cadeirantes

O teste de moblilidade para deficientes físicos foi feito em cinco capitais brasileiras, a que apresentou melhor qualidade de serviço foi Porto Alegre (RS).
O pior serviço é em São Luís (MA) o cadeirante espera mais de duas horas por ônibus adaptado.
Em Florianópolis dos 477 ônibus urbanos, apenas 48 veículos são adaptados para deficientes fisicos, cerca de 10%.



Veja a matéria produzida pelo Fantástico da Rede Globo:

Matéria: No Trajeto
Fonte: Globo.com

29/03/2010

I Seminário do Transporte Maritimo em Fpolis

Visando debater as propostas para a implantação de transporte marítimo em Florianópolis, a Secretaria Municipal de Transportes, Mobilidade e Terminais realizou, no dia de ontem (25 de março), o I Seminário sobre Transporte Marítimo de Florianópolis.


O Seminário:
Dezenas de pessoas, incluindo representantes de ONG’s, moradores da ilha, biólogos e geógrafos, além das autoridades presentes, escutaram, na sede do CDL, palestras com especialistas. A participação da plateia foi intensa nas mesas de debates em que, além de proferir perguntas aos palestrantes, as pessoas puderam dar suas opiniões e partilhar suas atuais dificuldades.

Na parte da manhã, a Dra. Marinez Scherer, bióloga, tratou do gerenciamento costeiro e a necessidade de planejamento para que não haja conflito entre as diversas atividades que são exercidas nesta área. O transporte marítimo não pode ser pensado isoladamente, mas de modo a não prejudicar outros trabalhos, como a maricultura, por exemplo.

Falou também a Dra. Analúcia Hartmann, procuradora da República, que frisou a necessidade de que sejam feitos previamente estudos profundos. Para ela, embora seja claro de que não há como concretizar o projeto sem que haja nenhum impacto, este pode ser positivo se as ações forem pensadas a médio e longo prazo.

À tarde, o capitão de corveta da Capitania dos Portos em Santa Catarina, José Antônio Gomes da Silva, tratou das normas de segurança que devem ser levadas em consideração para que este tipo de transporte não ofereça riscos.

O oceonógrafo, Alberto Pedrassani Costa Neves, lembrou que transporte marítimo, em Florianópolis, não é algo novo e que talvez a construção das pontes nos tenha feito dar as costas para o mar, que são vias prontas. Alberto enumerou as premissas e condicionantes que devem ser levadas em consideração no projeto, além de demonstrar os trajetos em que se faz urgente a constituição de linhas aquaviárias.
Em janeiro deste ano, o vice-prefeito e Secretário de Transportes João Batista Nunes havia se reunido com o superintendente estadual do Banco do Brasil em Santa Catarina, José Carlos Reis da Silva para começar a tratar de transporte marítimo. No dia de ontem, o BB reafirmou a parceria com a prefeitura, representado pelo seu gerente de desenvolvimento regional sustentável, Carlos Werner Neto. Em discurso, Werner afirmou que o interesse do banco no projeto não é o de apenas entrar com recursos financeiros, mas que também pretendem oferecer sua experiência na elaboração de um plano de negócios que atenda ao tripé da sustentabilidade: questão social, econômica e ambiental.

Falou ainda o presidente da Cooperbarco, Volnei Valdir Andrade, sobre a experiência do transporte lacustre na Bacia da Lagoa. Lembrando que na Lagoa há vilarejos em que só é possível se chegar por trilha ou barco, Volnei afirmou que “se o transporte lacustre fosse ruim, os moradores já teriam pedido a construção de estradas”.
Finalmente, encerrou o Seminário o vice-prefeito e Secretário de Transportes, João Batista Nunes, confirmando a vontade política de executar este projeto de modo planejado, valorizando o pescador artesanal. Para ele, os barcos não chegarão para competir com os meios de transporte coletivos, mas com o transporte individual.

Confira um resumo de cada uma dessas palestras:
Matéria Adap.: No Trajeto
Fonte: SMTMT/Assessoria de Imprensa
Fotos: Diogo Carvalho

28/03/2010

Edificio garagem no centro da cidade

Iniciativa da SEA traz R$ 13 mi para cofres públicos:
Ainda no decorrer de 2010, a região central de Florianópolis vai ganhar um moderno edifício-garagem, totalmente automatizado, que vai reduzir consideravelmente a escassez crônica de vagas de estacionamento naquela área da cidade e, consequentemente, melhorar o fluxo de veículos.

A iniciativa pioneira é da Secretaria da Administração e integra o leque de ações de modernização do Estado mediante a utilização de novas tecnologias. Para tanto, a SEA selecionou proposta para concessão onerosa de terreno com 1204 metros quadrados, na Rua Arcipreste Paiva, centro de Florianópolis, ao lado da Catedral Metropolitana, para construção e exploração de um edifício-garagem.

Fonte: SEA
Foto: Diogo Carvalho

23/03/2010

Floripa 284 anos e o Metrô de superfície

Matéria do Diário Catarinense sobre o projeto do Metrô de superficie na capital catarinense que comemora 284 anos.

Metrô de superfície é visto como uma das soluções para melhorar o trânsito pelos próximos 30 anos:


Diário Catarinense - Você é só um sonho?
Metrô de Superfície - Mais ou menos.

DC - Como assim? Você pode se tornar realidade?
Metrô - Foi lançado um edital em dezembro de 2009. A Se­cretaria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis está fazendo a análise técnica das propostas apresentadas por quatro consórcios de empresas. Alías, o secretário Valter Gallina me prometeu que assina a ordem de serviço hoje, dia de aniver­sário da cidade. Daí já começo a deixar de ser um sonho, né!

DC - E quando é que você sai do papel, então?
Metrô - A previsão é de seis meses para fazer os estudos de viabilidade técnica, ambiental e econômica e seis meses para o projeto mesmo. Os estudos vão dizer por onde eu posso passar e o que tem que ser feito de alteração no trânsito para isso, quan­tas áreas teriam que ser desapropriadas, os tipos de licenciamen­to, quais órgãos ambientais precisam aprovar, essas coisas. E a viabilidade econômica, que vai apontar se sou viável financei­ramente. Porque de nada adianta eu passar bonitinho por aí e custar R$ 10 a passagem.

DC - Quer dizer que você pode não sair?
Metrô - Tem esse risco. Se o estudo disser que a Grande Flo­rianópolis não me comporta ou que tecnicamente a implantação seria complicada, e isso se refletiria no meu custo, daí eu nunca vou existir. Mas os técnicos da secretaria não acreditam nisso.

DC - E a Grande Florianópolis realmente comporta um metrô?
Metrô - Não comporta. Mas eu não sou exatamente um me­trô. Sou chamado de "metrô leve", porque tenho uma estrutura menor e mais maleável. Os meus pontos não são muito diferen­tes dos de um ponto de ônibus. Um metrô carrega pelo menos 40 mil pessoas por hora e tem as estações bem espaçadas. Nas horas de pico, chega a levar 80 mil pessoas por hora. Esse mo­delo realmente não nos serve. Eu carrego entre 15 mil e 30 mil pessoas por hora e me integro com alguma facilidade às vias pú­blicas que existem. Para comparar, um ônibus normal leva umas 5 mil pessoas por hora.

DC - Tá, mas não tem um prazo mais definido?
Metrô - Depois de pronto o projeto, é só começar as obras. O tipo de metrô escolhido é que vai determinar quanto tempo de­mora. A Secretaria Regional trabalha com um prazo de 20 meses.

DC - Por onde você vai passar?
Metrô - Este é outro ponto que ainda não está definido. Mas existe uma ideia básica de que eu devo sair do Mercado Público, atravessar a Ponte Hercílio Luz e ir até Barreiros, em São José. Quando eu digo básica, é básica mesmo. Tudo isso depende dos estudos de viabilidade técnica, ambiental e econômica. Por exem­plo, posso ser construído na Beira-Mar, ligando o Continente ao Bairro Trindade.

DC - Quando você estiver funcionando, vai esvaziar os ônibus?
Metrô - De jeito nenhum! Eu não quero concorrer com os ônibus. Os ônibus são meus aliados. Quero concorrer com os car­ros. Hoje, 150 mil veículos cruzam as pontes diariamente. Se eu tirar 25% desses carros, imagina a diferença?

DC - Quanto você vai custar?
Metrô - A estimativa é a de que eu custe R$ 300 milhões.

DC - De onde vem esse dinheiro?
Metrô - Do governo do Estado e da iniciativa privada.

DC - Você ainda não nasceu, mas já pensa em ter filhos?
Metrô - Imagino um metrozinho indo dali do Centro para a UFSC, pela Beira-Mar Norte. De lá, ele iria até o aeroporto e de volta ao Centro, pela Via Expressa Sul. Vejo outro, mais para fren­te, indo do Mercado Público até o Centro Adminitrativo, no Saco Grande. E os caçulas passando pelos municípios da Grande Floria­nópolis, as praias do Sul e do Norte da Ilha, quando eu já for um velho conhecido dos catarinenses. Afinal, a minha vida útil é de 30 anos.

Detalhes: 
:: VLT É um pequeno trem urbano, geralmente movido a eletricidade. Seu tamanho permite que sua estrutura de trilhos se encaixe no meio urbano existente.

:: Pioneiro O primeiro VLT no Brasil operou em Campinas, em São Paulo, de 1990 e 1995. Ele foi desativado porque suas linhas eram pouco usadas. O planejamento do sistema foi considerado inadequado, pois as estações tinham poucas integrações.

:: Projeto Atualmente, existem projetos para o VLT em Brasília, Alagoas e Santa Catarina. Ceará conta com uma linha entre as cidades de Crato e Juazeiro do Norte.

Matéria: DIÁRIO CATARINENSE, Especial Florianópolis 284 Anos

Foto montagem: Roberto Barrich

Floripa 284 anos e o trânsito

Matéria do Diário Catarinense sobre o trânsito na capital catarinense que comemora 284 anos.
Considerado o pior problema da Capital, o trânsito tem lá suas razões para reclamar dos usuários

Diário Catarinense - Seu trânsito...
Trânsito - Senhor trânsito, por favor.
DC - Tudo bem. Mas por que tamanha distinção para algo tão popular?
Trânsito - Olha como me tratam. Dizem que sou um caos, um inferno. E além de tudo me escolheram como o pior problema de Florianópolis. É bom começarem a me respeitar.
DC - Está estressado, é?
Trânsito - Tais rindo? Estressado, não, estou indignado. Estressados estão os que precisam se locomover na cidade. Assim como meu amigo João Lídio Costa, que desde 1984 dirige um táxi aqui, estou vacinado. Quando ele começa a ouvir buzina ou reclamação, fecha a janela do carro e espe­ra. E como espera. Em horário de rush, chega a levar quatro horas do Aeroporto até a Barra da Lagoa. Em horários nor­mais, o tempo ficaria em uma hora. E entrar ou sair da Ilha é ainda pior.

DC - Mas qual é o tamanho do problema?
Trânsito - Olha, um pesquisador da Universidade de Brasília (UnB), Valério Medeiros, publicou um estudo, em maio de 2009, mostrando que Floripa tem a segunda pior mobilidade urbana do mundo e a pior do Brasil.
DC - E até onde vai chegar?
Trânsito - Há quem diga que eu posso parar entre 2014 e 2018. E não sou eu que estou dizendo. A infor­mação é do engenheiro Severino Soares Silva, que fez um estudo com um grupo de especialistas sobre a infraestru­tura da Capital. Mas é só pensar: a população cresce, há mais empregos, a taxa de motorização não para de au­mentar e o meio físico permanece igual.

DC - Há muitos carros em Floripa?
Trânsito - Hoje são mais de 250 mil carros para uma população de 408 mil pessoas. Segundo dados de dezem­bro de 2009, a cidade tem um carro para cada 1,6 habi­tante. É igual a Curitiba. E só fica atrás de Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Goiânia, onde a relação é 1,5.

DC - E quais obras poderiam solucionar o problema?
Transito - Ideia de obras é o que não falta. Já foi fa­lado em quarta ponte para ligar a Ilha ao continente, me­trô de superfície, túnel submerso, duplicação da SC-405, pedágio urbano, sistema teleférico integrado, transporte marítimo. Mas ainda estou esperando uma solução.
DC - E qual você escolheria?
Trânsito - Diria que o professor de arquitetura e urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Lino Peres, tem uma ideia interessante. Chamar a população e mostrar todas as alternativas possíveis, in­cluindo corredores exclusivos para ônibus, como em Curi­tiba, por exemplo. Faz um estudo, mostra os resultados e os impactos que cada uma teria. Então opte-se pelas melhores soluções.

DC - Tudo isso vai levar certo tempo, desde que se comece já. Não há o que fazer agora?
Trânsito - O presidente do Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transporte, José Leles Sousa, fala que os congestionamentos ocorrem em horários mais ou menos definidos - início da manhã, meio-dia e fim da tarde. Campanhas educativas mostrando as melhores ho­ras para ir ao Centro, por exemplo, já ajudariam. Se você for até lá comprar uma camiseta, vá no meio da manhã ou no meio da tarde.
DC - Há muito desrespeito?
Trânsito - Até parece que você não anda por aqui. Mas vou te dizer uma coisa. O Alberto Martins, gerente de trânsito da Guarda Municipal, conta que a maioria das multas aplicadas é por estacionamento irregular. As pes­soas param nas próprias vias ou em cima das calçadas. E sabe o que elas dizem quando são abordadas? "É rapidi­nho". Vocês humanos são mesmo muito irracionais.

Ações
:: As últimas ações na tentativa de minimizar os congestionamentos na cidade foram a implantão de dois corredores de ônibus e táxis. Um na Ponte Colombo Salles e outro no Bairro Saco dos Limões até o trevo da Seta.

:: Projetos — Está em estudo transformar a Avenida Lauro Linhares, no Bairro Trindade, em mão única.

:: Fluxo — Por dia, passam pelas pontes que ligam a Ilha ao continente cerca de 150 mil carros.



Matéria: DIÁRIO CATARINENSE, Especial Florianópolis 284 Anos
Foto: Diogo Carvalho

Pacotão de obras visam a mobilidade no Sul da Ilha

Ordem de serviço:
Como parte da programação do aniversário de Florianópolis, foi inaugurada a revitalização total da Avenida Pequeno Príncipe e lançada a ordem de serviço da Rodovia Açoriana e Rua do Juca, na Tapera. O evento foi acompanhado por uma comitiva de especialistas internacionais, que participam do I Fórum das Américas sobre a Mobilidade Urbana nas Cidades, que começa hoje na Capital.


A obra entregue na Avenida Pequeno Príncipe envolve a revitalização de um trecho de 2,8 km de ciclovia e calçadas. “A mobilidade urbana se caracteriza pela estrutura disponível para a utilização de outros meios de locomoção que não o carro. Aqui no Sul da Ilha essas obras representam uma nova maneira das comunidades conviverem com a sua região. Com a revitalização dessas vias, os moradores poderão interagir de outra maneira com a sua comunidade, pois poderão caminhar com suas famílias, encontrar os amigos e apreciar a natureza tão bela da nossa Ilha”, destacou Dário Berger.

De acordo com o Secretário de Obras em exercício, Luiz Américo Medeiros, onde antes só havia acostamento, a Prefeitura construiu uma estrutura que prioriza o pedestre e o ciclista, beneficiando os moradores da região. “A comunidade já está sentindo os benefícios da melhoria e o comércio está se adequando e se transformando diante da nova estrutura implantada”.
Já para a arquiteta do IPUF, Vera Lúcia Gonçalves, a revitalização no Campeche faz parte de um grande projeto da Prefeitura para oferecer estrutura para a mobilidade na cidade. “O projeto Rotas Inteligentes tem como objetivo criar espaços mais seguros para quem opta por se locomover de bicicleta ou a pé”, complementou a arquiteta.

Na mesma ocasião, foi lançada a ordem de serviço da Rodovia Açoriana e Rua do Juca, na Tapera. Essa obra envolve a remoção de lajota, drenagem, pavimentação e revitalização das vias. A proposta é urbanizar a área do canal, similar ao que foi feito na Avenida Hercílio Luz, no Centro. Dessa forma, a população do local contará com uma via revitalizada e com estrutura de lazer com calçadas, ciclovias, bancos e iluminação. A obra será desenvolvida em parceria com o BADESC.

Mais pelo Sul da Ilha:
Para o Prefeito Dário Berger, essas obras atendem parcialmente as necessidades de mobilidade do Sul da Ilha. Para ele uma obra que trará grandes benefícios para a região é o Elevado do Trevo da Seta. No início da manhã desta segunda-feira, uma vistoria da Secretaria Municipal de Obras esteve no local da construção do elevado. Com capacidade para tráfego de 35 mil veículos por dia, o elevado terá 145 metros de extensão e 18,60 metros de largura com duas faixas de rolamento em cada sentido. “Nossa previsão é entregar o Elevado ainda este ano”, informou o Secretário de Obras em exercício, Luiz Américo Medeiros.

Visitantes internacionais:
A apresentação de obras no Sul da Ilha foi acompanhada por quatro especialistas internacionais na área de mobilidade. Eles participam do I Fórum das Américas sobre a Mobilidade Urbana nas Cidades, que começa hoje na Capital. Da Alemanha, estiveram presentes Patrick Daude, representante da Prefeitura de Sttuttgart e Uwe Grote, da rede Cities for Mobility e da Empresa Municipal de Trânsito da Capital Regional de Stuttgart. Do Reino Unido, o cientista social Peter Cox, que está em Florianópolis representando a Universidade de Chester. E da Holanda, Roel Massink, pesquisador na área de planejamento urbano para o ciclismo.
Mais informações sobre o I Fórum de Mobilidade Urbana clique aqui.


Matéria Adap.: No Trajeto - Diogo Carvalho
Fonte: PMF/SMTMT
Foto: Diogo Carvalho

22/03/2010

Fantástico mostra como agem os ladrões de ônibus

Reportagem do Fantástico - Rede Globo:
Só nos dois primeiros meses do ano, foram registrados 181 roubos em Campo Grande (MS). Em outras grandes cidades, câmeras de segurança instaladas em ônibus também registram cenas de muita violência.
Em Florianópolis apenas a empresa Transol possui(possuia) algumas câmeras instaladas nos veículos que fazem as linhas sociais para os morros da região central da capital. A medida na capital daria mais segurança para o usuário em determinadas linhas.


Matéria: No Trajeto
Fonte: G1.com/fantastico

21/03/2010

Modernização da Zona Azul em Abril

A Prefeitura de Florianópolis anunciou nesta sexta-feira a modernização da Zona Azul, sistema de estacionamento rotativo na cidade. A partir de 5 de abril, os usuários poderão usar o celular pagamento da taxa de estacionamento.Atualmente, os motoristas precisam comprar um cartão-raspadinha, que indica o horário de entrada e saída da vaga. A partir de abril, o sistema será todo informatizado.
O usuário do estacionamento precisará procurar um monitor para fazer o pagamento. Caso tenha internet pelo celular, também poderá usá-lo para efetuar a aquisição.

Segundo Álvaro Manoel Mendes, representante da Estaciona Fácil, empresa que venceu a licitação para modernizar a Zona Azul, o valor gasto por semana não passaria de alguns centavos pelo sistema de internet pelo celular. — Com a informatização, o que acontece na rua estará, automaticamente, em um banco de dados online. Isso vai facilitar o gerenciamento e evitar fraudes. Hoje qualquer gráfica consegue imitar um cartão — afirmou o representante da empresa.


Sistema arrecada R$ 300 mil por mês

A Estaciona Fácil receberá R$ 0,25 para cada estacionamento realizado. De acordo com o presidente do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf), Átila Rocha, a expectativa é que a arrecadação da Zona Azul, que é de cerca de R$ 300 mil, dobre com o novo sistema. — Hoje, os custos giram entorno da arrecadação, sendo que em alguns meses ele é menor — afirmou.

A Zona Azul de Florianópolis conta com 4,8 mil vagas. Para cuidar delas, 148 monitores. A meta é que sejam contratados mais 20 pessoas para fazer este trabalho. O objetivo é fazer com que os carros não fiquem o dia inteiro estacionado na mesma vaga, já que a disputa por espaço é grande. Há locais em que o tempo máximo permitido é de uma hora; em outros, é de cinco.
Clique aqui e confira como vai funcionar a nova ZonAzul.


Matéria adap.: No Trajeto     Imagens: Diogo Carvalho
Fonte: Diário Catarinense

Eventos modificam trânsito no feriado

Meia Maratona:
A Capital sedia, neste domingo, a partir das 8h30min, a Meia-Maratona Internacional de Florianópolis. A prova reunirá mais 1,8 mil corredores de todo o Brasil, divididos em cinco categorias: 21km, 10km, 5km, Maratona Kids (8h) e Cadeirantes Hand Cycle.

A largada e chegada são frente ao Monumento da Polícia Militar, na avenida Beira-Mar Norte. O objetivo dos organizadores é torná-la uma prova anual no calendário da cidade.

Por causa da competição, o trânsito de veículos na região central da Capital sofrerá mudanças. Para quem vem do Norte da Ilha, o acesso à Beira-Mar estará bloqueado perto do Elevado do Centro Integrado de Cultura (CIC). No local, a alternativa será acessar a rua Delminda da Silveira, seguindo a Frei Caneca e a Bocaiúva.

Procissão do Senhor dos Passos:
Sábado 20/3
7h30min – Missa e Procissão do Carregador
17h – Missa em honra ao Senhor dos Passos
20h – Transladação da imagem da Capela Menino Deus para a Catedral
21h30min – Transladação da imagem de Nossa Senhora das Dores da capela para a Catedral

Domingo 21/3
9h30min – Missa na Catedral Metropolitana
16h - Procissão do encontro das imagens do Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores

Confira o mapa da procissão:
Transporte Coletivo:
No dia 23/03/2010 (Terça-feira), feriado em comemoração aos 284 anos de Florianópolis, o transporte coletivo irá operar com quadro de horários de domingos e feriados.

Matéria: No Trajeto
Fonte: Diário Catarinense

19/03/2010

Alteração das linhas intermunicipais suspensas pelo MPSC

Mudança tem como objetivo revitalizar comércio da região do TICIF(Terminal Intermunicipal Cidade de Florianóplis):
A alteração das linhas para o terminal próximo à Praça XV foi anunciada no fim do ano passado. Em dezembro de 2009, o diretor de operações da Secretaria de Transportes, Marcelo Roberto da Silva, afirmou que, no futuro, todas as linhas intermunicipais ficariam concentradas no local.
O objetivo da mudança é revitalizar o comércio na região, que teve prejuízo depois que o terminal antigo foi desativado, além de diminuir a quantidade de veículos que circulam diariamente pelo Ticen.

Além dos itens de segurança, o Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis receberá:
- reforma nos bancos e grades,
- melhoria na iluminação interna e externa do Terminal
- recuperação no asfalto, desobstrução das bocas de lobo e recuperação das descidas pluviais,
- pintura de faixas de segurança horizontais para pedestres e na estrutura do Terminal,
- rampas para portadores de necessidades especiais,
- construção de banheiros dentro do Terminal (a ordem de serviço para o edital será assinada no dia 23 de março),
- reforma dos banheiros da Praça Fernando Machado,
- criação de área exclusiva para turismo e fretamento com calçadas, rampas e abrigo de passageiros,
- posto avançado da Guarda Municipal em Frente ao Terminal na Praça Fernando Machado

A posição do Sec. Mun. de Transportes:(entrevista ao Jornal do Almoço)

A mudança:
Segundo o diretor de operações da Secretaria de Transportes, Marcelo Roberto da Silva, está prevista a transferência de todas as linhas intermunicipais das empresas Imperatriz, Santa Terezinha, Biguaçu, Jotur e Estrela para Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis(TICIF) durante os próximos dias. A disposição do terminal ficará da seguinte maneira:
Plataforma 1 - Estrela e Santa Terezinha
Plataforma 2 - Jotur
Plataforma 3 - Imperatriz e Biguaçu
Plataforma 4 e 5 - Biguaçu
Obs: Plat. 1(prox. ao calçadão João Pinto) Plat.5(prox. Centro Sul)




ATUALIZANDO 19/03 às 16:20

Promotoria pede suspensão da transferência de linhas de ônibus da Grande Florianópolis

O Promotor de Justiça Alexandre Herculano Abreu expediu recomendação, nesta sexta-feira (19 de março), ao Prefeito Municipal em exercício e Secretário Municipal de Transportes da Capital, João Batista Nunes, para que seja suspensa a transferência, para o Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis(Ticif), dos ônibus que realizam as linhas do transporte intermunicipal, que atualmente estão no Terminal Central (Ticen). A Prefeitura anunciou solenidade de reinauguração do Ticif para o dia 23 de março, às 10h30. Para o Promotor de Justiça, "o motivo que determinou a saída do terminal antigo para o Ticen permanece inalterado".

Na recomendação Abreu relata que a Promotoria teve conhecimento de que as reformas realizadas no Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis foram "meramente estéticas". "O local não dispõe de banheiros públicos para os usuários, a infra-estrutura relacionada à questão da segurança é inferior àquela do Terminal Central, e não foram implementadas reformas para garantir a acessibilidade das pessoas com deficiência, idosos e demais usuários", descreveu ao Prefeito o Promotor de Justiça. Abreu solicita manifestação sobre a concordância da Prefeitura com os termos da recomendação até a data prevista para transferência dos terminais.
Fonte: MPSC

— A gente não vai inaugurar o terminal se não colocar ele em operação. Primeiro vamos terminar as obras necessárias, e a população há de entender que isso é necessário, para que, em seguida, coloquemos aquele equipamento em funcionamento — explica o procurador do município, Jaime de Souza.


A inauguração do Terminal Cidade de Florianópolis foi suspensa, mas a decisão de revitalizar o local está mantida. A prefeitura acredita que em três meses todas as obras devem estar concluídas.


Matéria: No Trajeto
Fonte: Diário Catarinense / Pref. Mun. Florianópolis
Foto: Diogo Carvalho

PMR auxiliará no fluxo de coletivos no Sul da Ilha

A Polícia Militar Rodoviária (PMrv) anunciou na manhã desta sexta-feira o início de uma operação diária para reduzir o tempo de espera dos usuários do transporte coletivo nos congestionamentos em direção ao Centro da Florianópolis, registrados nas primeiras horas do dia na SC-405 — que liga comunidades do Sul da Ilha de Santa Catarina à área central da cidade.

A partir da próxima quarta-feira(25/03), patrulheiros vão interromper o trânsito no sentido bairro-Centro em alguns períodos e escoltar os ônibus que estiverem parados na fila para o Centro, pela contramão, até o Terminal de Integração do Rio Tavares (Tirio).

Segundo o comandante da 1ª Companhia da PMrv, capitão Márcio José Antunes, a alteração resulta na diminuição do tempo de viagem entre os bairros mais ao Sul da Ilha e o Tirio em até 40 minutos.
O início da operação teve de ser adiado por causa do ponto facultativo, na segunda-feira, e do feriado de aniversário da cidade, na terça. Nas próximas semanas, a operação será realizada de segunda a sexta.

A fase de testes da operação foi finalizada às 7h35min desta sexta-feira. Até o horário, foram feitos dois comboios de ônibus do ponto final do congestionamento, nas imediações do cruzamento da SC-405 com o acesso ao bairro Tapera(estrada velha), até o terminal de integração.
Pelo menos 10 coletivos tiveram a passagem facilitada. Numa estimativa da PMrv, pelo menos 600 usuários do sistema de transporte público foram beneficiados. A operação também beneficia os motoristas de veículos leves (carros e motos).
Antes de definir pela realização da operação, por tempo indeterminado, os patrulheiros testaram a ação outros dois dias da semana: quarta e quinta-feira.

Como ocorre a operação:
No horário entre 7h e 8h, quando os congestionamentos na SC-405 chegam a cinco quilômetros (trecho entre o acesso ao bairro Tapera e a Via Expressa Sul) em direção ao Centro, patrulheiros interrompem o tráfego no sentido contrário.
Numa ação simultânea, uma viatura se desloca do posto da PMrv na rodovia (ao Sul do ponto de congestionamento), pela contramão, com as sirenes acionadas.
O aviso sonoro é a indicação para que os motoristas de ônibus de linha parados na fila sigam a viatura, em comboio, até o terminal de integração.


Matéria Adap.: No Trajeto
Fonte/Foto: Diário.com.br

17/03/2010

PMF realiza I Seminário sobre Transporte Marítimo

Com o objetivo de discutir a implantação do transporte marítimo na capital catarinense, a Secretaria Municipal de Transportes, Mobilidade e Terminais realiza o I Seminário sobre Transporte Marítimo de Florianópolis no dia 25 de março de 2010, das 9h30 às 17h, no CDL Florianópolis - Rua Felipe Schmidt, 679 - Centro - Florianópolis / SC.

O seminário nasceu de uma parceria realizada entre a Prefeitura, o Banco do Brasil e cooperativas de barqueiros de Florianópolis para a implantação de um serviço executivo de transporte marítimo ligando os balneários da cidade e Ilha-Continente. O projeto será desenvolvido com vários parceiros, públicos e privados, sob a coordenação do BB através do DRS – Desenvolvimento Regional Sustentável .

Temas como gerenciamento costeiro, cuidados ambientais, segurança no transporte marítimo, transporte aquaviário sustentável, desenvolvimento sustentável e experiência do transporte lacustre na Bacia da Lagoa farão parte dos assuntos debatidos no Seminário, sob o comando dos especialistas Marinez Scherer - Bióloga e Doutora em Gerenciamento Costeiro; Analúcia Hartmann - Procuradora da República de SC; José Antônio Gomes da Silva – Comandante da Capitania dos Portos de SC; Alberto Pedrassani Costa Neves – Hidrógrafo e Oceonógrafo, Carlos Werner Neto – Gerente de Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil e Volnei Valdir Andrade – Presidente Cooperbarco.

O vice-prefeito e secretário de transportes, João Batista Nunes, destaca a importância do serviço de transporte marítimo na Ilha com o objetivo de facilitar o deslocamento na região, contribuindo também para melhorar o trânsito, principalmente no verão onde são comuns os congestionamentos pelo número excessivos de carros: “é um sonho antigo dos moradores de Florianópolis que se tornará realidade ainda neste ano”.

Inscrições Gratuitas
As inscrições podem ser realizadas através do e-mail seminario.transportemaritimo@gmail.com
Incluindo nome completo, endereço, telefone, profissão e área de atuação.

DATA: 25 de março de 2010
HORÁRIO: Das 9h30 às 17h
LOCAL: CDL Florianópolis - Rua Felipe Schmidt, 679 - Centro - Florianópolis / SC


CRONOGRAMA - I SEMINÁRIO SOBRE TRANSPORTE MARÍTIMO DE FLORIANÓPOLIS

09h30 – ABERTURA – Prefeito Dário Berger – Transporte Marítimo em Florianópolis
10h30 – Gerenciamento Costeiro em Florianópolis - Marinez Scherer – Bióloga e Doutora em Gerenciamento Costeiro
10h50 – Coffee Break
11h10 – Cuidados Ambientais - Analúcia Hartmann – Procuradora da República do Estado de Santa Catarina
11h30 – DEBATE - Mediador: Marcelo Roberto da Silva e Dayse Marques
12h00 – ALMOÇO
14h00 – Segurança no Transporte Marítimo - José Antônio Gomes da Silva – Comandante da Capitania dos Portos de Santa Catarina
14h20 – Transporte Aquaviário Sustentável em Florianópolis - Alberto Pedrassani Costa Neves – Hidrógrafo e Oceonógrafo
14h40 – Desenvolvimento Sustentável - Carlos Werner Neto – Gerente de Desenvolvimento Regional Sustentável do Banco do Brasil
15h00 – DEBATE - Mediador: Lúcia Maria Mendonça dos Santos e Rodrigo Graciosa
15h30 – Coffee Break
15h50 – Experiência do Transporte Lacustre na Bacia da Lagoa - Volnei Valdir Andrade – Presidente Cooperbarco
16h10 – Implantação do Transporte Marítimo em Florianópolis através da Parceria Banco do Brasil e Cooperbarco - Carlos Werner Neto, Volnei Valdir Andrade e João Batista Nunes
16h30 – Visão e Vontade Política - João Batista Nunes - Vice-Prefeito de Florianópolis e Secretário Municipal de Transportes, Mobilidade e Terminais
17h00 - ENCERRAMENTO


Mais informações: Scarlet Silva 3251-6936 - Período matutino


Fonte: PMF

AUDAX Floripa 2010

A Prefeitura Municipal de Florianópolis, através da Secretaria Municipal de Turismo, é grande incentivadora do AUDAX Floripa 2010, evento internacional de ciclismo que pela primeira vez acontece em Florianópolis. O AUDAX faz parte do calendário de comemorações do aniversário da cidade, e acontece neste domingo, dia 20 de março, a partir das 06:00, com saída na Portobello Shop, ao lado do Shopping Iguatemi, na Trindade.

A prova tem duração de 13:30h, sendo que os participantes que concluírem neste período ganharão brevet (certificado) para participarem do Audax com 300km de percurso, que acontece no dia 17 de abril, em Porto Alegre.

O AUDAX é organizado pela Via Ciclo – Associação dos ciclousuários da Grande Florianópolis e tem como objetivo promover o intercâmbio esportivo, cultural e turístico, aliado à superação pessoal para a realização dos 200 km de pedaladas em torno da Ilha da Santa Catarina.
Roteiro da Prova:
Av. Gov. Henrique da Silva Fontes Trindade
Av. Gov. Irineu Bornhausen (ciclovia) Centro
Av. Rubens de Arruda Ramos Centro
Av. Osvaldo Rodrigues Cabral (ciclovia) Centro
Rua Antonio Pereira Oliveira Neto (ciclovia) Centro
Viaduto Dias Velho Centro
Ponte Colombo Salles Centro
Rua 14 de Julho Estreito
Rua Fulvio Aducci Estreito
Rua Mar. Max Schramm Estreito
Av. Gov. Ivo Silveira Capoeiras
Av. Pres. Kennedy Campinas/São José
Rua Joaquim Antonio Vaz Praia Comprida/São José
Rua Getúlio Vargas Praia Comprida/São José
Rua Homero de Miranda Gomes Praia Comprida/São José
Rua Pedro Cunha Praia Comprida/São José
Rua Frederico Afonso Centro/São José
Rua Assis Brasil Centro/São José
Rua Frederico Afonso (retorno) Centro/São José
Rua Getúlio Vargas (retorno) Praia Comprida/São José
Beira Mar Continental Campinas/São José
Rua João Meirelles Itaguaçu
Rua Des. Pedro Silva Abraão
Av. Eng. Max de Souza Coqueiros
Rua Cap. Euclides de Castro Coqueiros
Ponte Gov. Pedro Ivo (Passarela inferior) Centro
Rod. Gov. Gustavo Richard Centro
Rua Silva Jardim Prainha
Rua Prof. Maria da Luz José Mendes
Rod. Gov. Aderbal Ramos da Silva (Ciclovia) Saco dos Limões/Costeira do Pirajubaé
Av. Dep. Diomicio Freitas Carianos
Av. Lages Base Aérea
Av. Santos Dumont Base Aérea
Rod. Açoriana Tapera
Rua. José Olímpio da Silva Pedregal/Tapera
Rod. Aparício Ramos Cordeiro Pedregal/Fazenda do Rio Tavares
SC 405 Fazenda do Rio Tavares/Campeche
SC 406 Areias/Morro das Pedras
SC 406 Lagoa do Peri/Armação/Pântano do Sul
Estr. João Belarmino da Silva Pântano do Sul/Açores
Estr. João Belarmino da Silva (retorno) Açores/Pântano do Sul
SC 406 (retorno) Pântano do Sul/Armação/Lagoa do Peri
Rua Manoel Pedro Vieira Campeche
Serv. Jardim dos Eucaliptos Jardim dos Eucaliptos
Rua Venâncio Bernardino Chagas Jardim dos Eucaliptos/Campeche
Rua Auroreal Campeche
Rua das Corticeiras Campeche
Av. Pequeno Príncipe Campeche
Av. Campeche Campeche/Rio Tavares
Rod. Antonio Luiz Moura Gonzaga Rio Tavares/Porto da Lagoa
Rua Vereador Osni Ortiga Porto da Lagoa/Lagoa da Conceição
Av. das Rendeiras Lagoa da Conceição
Av. Pref. Acácio Garibaldi S. Thiago Lagoa da Conceição
Estr. da Barra da Lagoa Lagoa da Conceição/Praia Mole
Rod. Jorn. Manoel de Menezes Praia Mole/Barra da Lagoa
Rod. João Gualberto Soares Barra da Lagoa/Moçambique/Rio Vermelho
Serv. Manacás Rio Vermelho
Rua Cândido Pereira dos Anjos Rio Vermelho
Rod. João Gualberto Soares Rio Vermelho/Sítio de Cima
Estr. Dário Manoel Cardoso Sítio de Cima/Ingleses
Estr. Intendente João Nunes Vieira Ingleses
Rua Mercúrio Ingleses
Estr. Dom João Becker Ingleses
Estr. Vereador Onildo Lemos Ingleses/Santinho
Estr. Vereador Onildo Lemos (retorno) Santinho/Ingleses
Estr. Dom João Becker (retorno) Ingleses
SC 403 Ingleses/Vargem Grande
Rua Francisco Fausino Martins Vargem Grande/Canasvieiras
SC 401 Canasvieiras
Av. Luiz Boiteux Piazza Canasvieiras/Cach. Bom Jesus/Ponta das Canas
Estr. Jorn. Jaime de Arruda Ramos Ponta das Canas
Rua Dep. Fernando Viegas Ponta das Canas
Av. Luiz Boiteux Piazza (retorno) Ponta das Canas/Cach. Bom Jesus/Canasvieiras
Rod. Tertuliano Brito Xavier Canasvieiras
Rod. Francisco Germano Costa Canasvieiras/Vargem Pequena
Rod. Virígílio Várzea Canasvieiras/Vargem Pequena
SC 401 Vargem Pequena
Rod. Jorn. Maurício Sirotski Sobrinho Jurerê
Av. dos Búzios Jurerê
Av. dos Búzios (retorno) Jurerê
Av. dos Salmões Jurerê
Rod. Pontal do Jurerê Jurerê
Rod. Jorn. Maurício Sirotski Sobrinho Jurerê
SC 401 Vargem Pequena/Ratones
Rua Sen. Mafra Santo Antonio de Lisboa
Estr. Caminho dos Açores Santo Antonio de Lisboa
Rod. Haroldo Soares Glavan Cacupé
SC 401 Monte Verde
Rod. João Paulo João Paulo
SC 401 João Paulo
Av. da Saudade Itacorubi
Av. Prof. Henrique da Silva Fontes (retorno - ciclovia) Trindade


Fonte/Foto: Via Ciclo

SMTMT lança edital para 200 novos táxis na Capital

A Secretaria de Transportes lança nesta sexta-feira, dia 19, às 10h, o edital de licitação para que 200 novos táxis sejam introduzidos no sistema atual de Florianópolis.
Os interessados terão de ser aprovados em uma prova objetiva, que será organizada e aplicada pela FEPESE e envolverá questões sobre primeiros socorros, direção defensiva, identificação de ruas e logradouros do Município, entre outras coisas. Do número total de vagas, 5% estão destinadas aos portadores de necessidades especiais.

Atualmente, a frota de táxis de Florianópolis conta com 258 veículos, divididos em 42 pontos fixos para atender aos mais de 408 mil habitantes. Há mais de 20 anos esse número não era ampliado.
Este evento faz parte das comemorações dos 284 anos de Florianópolis e será realizado no Gabinete do Prefeito, Rua Tenente Silveira, nº 60, 5º andar.

ATUALIZAÇÃO 22/03 às 20hrs:
Em breve, a frota de táxi de Florianópolis vai pular de 258 para 458 veículos, estabelecendo a proporção idêntica a de Curitiba: 800 habitantes para um táxi. O edital de licitação para concessão de novas placas foi assinado hoje pelo vice-prefeito João Batista Nunes.
Interessados que pretendem participar da licitação devem acessar o seguinte site: http://pmf.fepese.ufsc.br. Para adquirir a placa, o candidato terá que ser aprovado em provas objetivas envolvendo questões de matemática, português e conhecimentos específicos (primeiros socorros) direção defensiva, identificação de ruas e logradouros do município, além de conhecimentos básicos em inglês e espanhol.

16/03/2010

Ligação entre São José e Florianópolis pronta nesse mês

Chamada de obra de integração, a continuação da Avenida Beira-Mar de São José, que a partir do dia 23 vai desembocar diretamente na Ivo Silveira, em Florianópolis, não deve resolver o estrangulamento de trânsito na região. A obra fica no limite entre os dois municípios.
As duas cidades tocam os trabalhos em conjunto, para que a inauguração da via alternativa faça parte da programação de aniversário de ambas - 19 de março em São José, e 23 de março na Capital.

Motoristas que costumam passar pelo local concordam com especialistas em trânsito consultados pelo DC. As duas prefeituras estão apenas deslocando o tráfego que hoje congestiona o entroncamento da Avenida Beira-Mar com a Avenida Josué Di Bernardi, para alguns metros à frente, no encontro da Rua Dom Pedro II com a Avenida Ivo Silveira, onde está a loja Tramontina.
— Estão trocando seis por meia dúzia. Essa obra só faria sentido se fizesse a ligação direta na Via Expressa, passando pelo terreno baldio — avalia Claudio Manoel da Silveira, 60 anos, dono de uma loja de artesanato na região, referindo-se ao terreno que margeia o acesso à Rua João Meirelles, no Bom Abrigo.
Ligação entre Beira-Mar e Via Expressa
A ligação da Avenida Beira-Mar de São José com a Via Expressa é o projeto definitivo para a região. Mas o traçado ainda não saiu do papel porque não venceu entraves relacionados à desapropriação do terreno e a licenças ambientais. — Este seria o projeto original, mas estamos fazendo essa alteração de traçado, porque a desapropriação do terreno e as questões ambientais são morosas — diz o engenheiro Antônio Simões Neto, da Secretaria de Obras de Florianópolis, responsável pela obra do lado da Capital.

Maurício Haroldo Duarte, pós-graduado em gestão de trânsito, observa um cruzamento de fluxo na alternativa que está sendo construída: — Quem sai da Av. Beira-Mar e quiser entrar para Capoeiras terá de cruzar a Ivo Silveira. Em horário de pico, o trânsito vai parar. A mesma coisa vai acontecer com quem está na Ivo Silveira e quiser acessar a Rua João Meirelles — opina o especialista.

Para a prefeitura de Florianópolis, apesar de não ser a solução definitiva, a obra vai dar mais vazão ao fluxo de carros, porque os motoristas vão trocar uma rota com dois semáforos (um na Avenida Josué Di Bernardi e outro na Ivo Silveira) por outra sem nenhum. — No acesso para a Av. Ivo Silveira haverá uma pista de aceleração e não um farol —afirma Carlos Eduardo Medeiros, engenheiro da gerência de sistema viário do IPUF.

Matéria e Arte Gráfica: Diário.com.br

15/03/2010

Manifestações contra tranferência de linhas do TICEN

Protesto:
Um protesto contra a transferência de linhas para o Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis(Ticif), localizado perto da Praça XV de Novembro, no Centro da Capital, paralisou o Terminal Integrado do Centro (Ticen) na manhã desta segunda-feira. Idosos e estudantes se concentraram em frente à plataforma E e bloquearam a saída de veículos.

Foram duas paralisações, com cerca de 20 minutos cada uma, que interromperam o tráfego no local entre 9h30min e 10h30min. Os manifestantes reivindicam o cancelamento da mudança de algumas linhas de ônibus que circulam por municípios da Grande Florianópolis para o antigo terminal. A transferência está prevista para o próximo sábado(20/03).
Eles alegam que o Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis sofre com a falta de segurança e de infraestrutura, como banheiros ou fácil acesso a deficientes físicos.

— O interesse dessa manifestação não é apenas pelos idosos, mas também pelos cadeirantes, pelos deficientes visuais. Se o número de linhas no Ticen atualmente é grande, por que não ampliar o terminal? Por que não transformar o terminal antigo em um estacionamento? Na próxima vez, a nossa paralisação será no Deter (Departamento de Transportes e Terminais) — disse Lúcia Silveira, presidente da Associação de Idosos do Jardim Zanelatto.
O grupo elaborou um abaixo-assinado e pretende levar o documento ao Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Mudança tem como objetivo revitalizar comércio da região do TICIF(Terminal Intermunicipal Cidade de Florianóplis):
A alteração das linhas para o terminal próximo à Praça XV foi anunciada no fim do ano passado. Em dezembro de 2009, o diretor de operações da Secretaria de Transportes, Marcelo Roberto da Silva, afirmou que, no futuro, todas as linhas intermunicipais ficariam concentradas no local.

O objetivo da mudança é revitalizar o comércio na região, que teve prejuízo depois que o terminal antigo foi desativado, além de diminuir a quantidade de veículos que circulam diariamente pelo Ticen.
A prefeitura de Capital garante que os problemas de infraestrutura e segurança serão resolvidos em breve. O coordenador do Núcleo do Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis, Antônio Carlos Wiezorkoski, espera contar com apoio para resolver o problema dos mendigos que usam os bancos do terminal para dormir à noite.

No total, está prevista a transferência de aproximadamente 85 linhas intermunicipais das empresas Imperatriz, Santa Terezinha, Biguaçu, Jotur e Estrela para Terminal Cidade de Florianópolis.

Matéria do Jornal do Almoço/RBSTV

Matéria Adap.: No Trajeto
Fonte: Diário.com.br
Foto: Guto Kuerten/Renato Aguiar

13/03/2010

Reforma do TICIF gera esperança para comerciantes

Terminal
Com a revitalização do Terminal Intermunicipal Cidade Florianópolis(TICIF), que será inaugurada no próximo dia 23 (dia do aniversário da Capital), além de reaquecer o comércio do seu entorno, o equipamento ganhará não só novas linhas de ônibus intermunicipais, mas também segurança, iluminação, pintura, monitoramento eletrônico, higienização, rampas para portadores de necessidades especiais e sinalização, além de conforto, com novos banheiros. Esse trabalho pode receber críticas, mas a prefeitura e o CDL estão realizando um sonho de retomada de dignidade que aquela região da cidade merece, com maior ocupação da Praça XV e do Largo da Alfândega de carona.

Fonte: Diário Catarinense [Ed: N° 8742 - Coluna Cacau Menezes]
Foto: Roberto Scola

11/03/2010

Revitalização aliada a mobilidade urbana em São José

Mobilidade urbana aliada a planejamento arquitetônico e humanização. Esses três itens representam o conceito do projeto de revitalização da Avenida Presidente Kennedy que será apresentado em audiência pública pelo Prefeito Djalma Berger e equipe técnica da Prefeitura de São José nesta quinta-feira (11), às 18h30min, no Teatro do Centro Multiuso, localizado na Avenida Beira-Mar de São José.


Toda comunidade está convidada a participar para conhecer os detalhes do projeto e manifestar opinião sobre as mudanças com a intenção de aprimorar as propostas.

O projeto de revitalização da Avenida Presidente Kennedy prevê ciclovia em toda a extensão da via (1.300m), aplicação de mão única, estacionamento, cabeamento para iluminação subterrânea, padronização da publicidade, via exclusiva para ônibus, calçada padrão com guia para deficientes visuais e rampas de acesso, arborização e estacionamento. O levantamento financeiro inicial da Prefeitura de São José para essas melhorias está orçado em R$ 2,7milhões.

“Com essa revitalização, prevemos uma grande valorização da região, já que será um ponto de atração comercial e um ambiente agradável para compras e passeios, privilegiando os comércios já estabelecidos no local”, ressalta o Secretário Municipal, Edio Vieira.
Em breve, a Prefeitura de São José também pretende implantar projeto semelhante na Avenida Josué di Bernardi (Campinas) e na Avenida Leoberto Leal (Barreiros).


Matéria: PMSJ
Fonte/Foto: SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL/PMSJ

Cadastro de idosos para vagas de estacionamento

A qualidade de vida e o bem estar da população da “Melhor Idade” são grandes preocupações da atual Administração de Florianópolis. Dentro deste parâmetro a acessibilidade de idosos vem ganhando um incremento no último ano. Até o momento já foram instaladas 120 vagas exclusivas para idosos e ainda este ano mais 100 estarão disponíveis.


“Esta ação beneficia a mobilidade de centenas idosos que utilizam veículos no dia a dia”, comentou o superintendente do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis, Átila Rocha. Segundo ele, a facilidade de estacionamento para idosos em Florianópolis vai além do que determina a legislação e isso é apenas um pequeno benefício para estas pessoas que ajudaram a construir nossa Cidade e nosso País.

Para requerer a credencial de estacionamento o interessado deve ter no mínimo 60 anos de idade e fornecer cópia do registro de identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF e comprovante de residência. A solicitação deve ser feita junto a Diretoria de Operações do IPUF, localizada junto a sede do Instituto na Praça dos Bombeiros, Centro da Capital. O horário de atendimento é das 09 ás 12 hs e das 13 ás 19 hs. O documento é gratuito e será entregue em até 48 horas após a inscrição.

É importante ressaltar que a credencial não exime o idoso do pagamento do Sistema Zona Azul, como determina a legislação. Ou seja, o tempo de permanência e o uso do cartão será determinado de acordo com a sinalização no local. Para a área azul até duas horas e para a Branca no máximo cinco horas de estacionamento. Nos locais onde não existe Zona Azul o tempo de estacionamento nas vagas para idosos é livre.

Fonte: IPUF
Foto: PMF/Divulgação

08/03/2010

Apresentação da Orquestra-Escola no Ticen

Orquestra-Escola homenageia mulheres no Ticen
Alunas e professoras do projeto Orquestra-Escola realizam uma intervenção musical na Avenida Paulo Fontes, em frente ao Terminal Integrado do Centro (Ticen), nesta segunda-feira (08/03), das 18h às 19h30, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. O evento “Sonoras Mulheres” vai contemplar as trabalhadoras e usuárias do transporte coletivo com música e rosas, que serão distribuídas pela Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), em parceria com a Secretaria Municipal de Transportes, Mobilidade e Terminais (SMTMT) e Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros da Grande Florianópolis (Setuf).


O evento “Sonoras Mulheres” abre o calendário cultural da Fundação Franklin Cascaes nas comemorações do aniversário de 284 anos de Florianópolis.
O Projeto Orquestra-Escola, gerido pela FCFFC com patrocínio da Tractebel Energia S.A, promove a inclusão social de crianças e jovens estudantes de diversas comunidades, contribuindo para a plena cidadania. Realizado gratuitamente, abrange o ensino musical através de aulas em grupo, estudos individuais orientados, ensaios de naipe, palestras, apresentações e concertos para profissionalização num período médio de dois anos. Os alunos que conseguem atingir uma melhor preparação ingressam na Orquestra Sinfônica Juvenil e, posteriormente, na própria Orquestra Sinfônica de Florianópolis.



Matéria Adap.: No Trajeto
Fonte: PMF
Foto: Arquivo PMF/Rosana Cacciatore

03/03/2010

Eleições no SINTRATURB ocorrem no começo do mês

Os trabalhadores e trabalhadoras do transporte urbano e rodoviário vão poder escolher uma nova direção para o SINTRTURB no começo de 2010. A iniciativa foi aprovada na Assembleia Geral da categoria, realizada no dia 17 de dezembro, ao lado do banheiro do Terminal Cidade de Florianópolis.
A iniciativa de antecipar as eleições do SINTRTURB partiu da atual gestão, que está desfalcada em quatro membros. Precisamos fortalecer o sindicato, pois o ano que iniciou será de muita luta para garantir o emprego de mais de 1.100 cobradores e cobradoras no sistema. Além disso, teremos que estar muito bem organizados para manter a participação nos lucros (PL) e também para conquistar ganhos reais na campanha salarial.

Além de completar a nominata de diretores e fortalecer o sindicato, a intenção da atual diretoria é trazer a companheirada do rodoviário para participar da gestão. Com isso, vamos poder trabalhar muito mais e melhor para garantir as conquistas também para os rodoviários.
Assembleia elegeu comissão eleitoral Para cumprir esse objetivo, o SINTRTURB chamou mais uma assembleia, que ocorreu no dia 29 de dezembro, para eleger uma comissão eleitoral para conduzir o processo. Apenas uma chapa se inscreveu. Companheiros e companheiras do movimento sindical de outras categorias se dispuseram a ajudar. (Texto adap. - Jornal O Rodão - Ed.148 jan/2010)

Foram montadas cabines de votação no início desta tarde no TICEN para receber os votos dos motoristas e cobradores filiados ao Sindicato. Posteriormente o resultado da eleição será divulgado no Jornal O Rodão e também no Blog No Trajeto.


Matéria: No Trajeto
Foto: Diogo Carvalho

02/03/2010

Politicas públicas priorizam a modernização no centro

Em reunião com o prefeito em exercício, João Batista Nunes, autoridades e entidades discutiram a urbanização e reinauguração do Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis prevista para o dia 23 de março – dia em que a Capital completa 284 anos.
Pintura, recuperação das descidas pluviais, revitalização das calçadas, bancos e grades fazem parte das obras que irão transferir para o Terminal Intermunicipal Cidade de Florianópolis(TICIF) 90% dos ônibus intermunicipais e consequentemente a humanização do entorno.
“O poder público precisa unir forças e acabar com o abandono do local. 60 mil pessoas voltarão a circular no entorno do Terminal e comércio voltará a crescer, por outro lado o índice de violência, do tráfico de drogas e da prostituição irá diminuir”, concluiu o secretário João Batista.

Praça XV
Um dos principais cartões postais da cidade também estará de cara nova até o dia 23 de março. Os primeiros tratamentos realizados na Praça XV serão a limpeza, poda das árvores, plantio de flores, iluminação, transferência da feira de artesanato da Catedral para a praça e a constante presença de policias Militares. “Precisamos revitalizar a Praça XV e preservar um patrimônio tão importante para Florianópolis”.

Segundo a secretária de Assistência Social, Rosemeri Bartucheski, a Praça XV virou dormitório de moradores de rua. Em Florianópolis são aprox. 1.200 pessoas que permanecem constantemente nas regiões do Jurerê, Lagoa da Conceição e principalmente Centro da Cidade – Largo da Alfândega e Praça XV. “Precisamos com urgência de um programa de atendimento ao imigrante em nível nacional, pois 90% desses moradores de rua não são de Florianópolis”.
O comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar de Florianópolis, tenente-coronel Newton Ramlow, confirma a situação: “a noite não damos conta de tantas pessoas dormindo no centro da cidade”.


Matéria Adap.: No Trajeto
Fonte: PMF/SMTMT
Foto: Diogo Carvalho

Lançado edital arquitetônico para o Largo do Mercado

Ocorreu na tarde da última terça-feira (02) na sede do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) o lançamento do Edital de Licitação para o Concurso Público Nacional de Anteprojetos de Arquitetura e Urbanismo para Requalificação do Largo do Mercado Público . Participaram do encontro o prefeito em exercício da Capital, João Batista Nunes, o superintendente do IPUF, Átila Rocha, e o presidente da Câmara de Vereadores, Gean Loureiro.

Além de toda a melhoria prevista relacionada ao tratamento do espaço urbano, o projeto prevê dois estacionamentos subterrâneos com capacidade para 400 vagas cada. Os projetos concorrentes devem dar prioridade aos pedestres, contemplar as outras modalidades de acessibilidade pública, atender toda a estrutura de transporte e dar um tratamento condizente com as novas necessidades das cidades sustentáveis. Da mesma forma, organizar o espaço do Centro de Compras Popular(Feirinha da Alfandega), no Largo do Mercado Público, dando mais conforto aos comerciantes e principalmente à população. Sempre valorizando o Patrimônio Histórico existente e tão importante para Florianópolis.
 Segundo o superintendente do IPUF Átila Rocha, a escolha do melhor projeto vai trazer benefícios diretos para toda a população.
“Florianópolis ainda não tem uma cultura para a realização de concursos públicos para a escolha de projetos, por isso é uma iniciativa inovadora”, declarou o vereador Gean Loureiro. O presidente da Câmara também afirmou que a proposta de fechamento da Avenida Paulo Fontes trouxe segurança para milhares de pessoas todos os dias.
Já o Prefeito em Exercício, João Batista Nunes, reforçou que a iniciativa apresentada é uma ação de governo que vai valorizar a região central da Capital. “Estamos pensado a cidade de uma forma diferenciada, priorizando o transporte público e deixando de lado o provincianismo”, destacou.


Matéria Adap.: No Trajeto
Fonte: PMF
Foto: Diogo Carvalho